PORTAL DE EVENTOS DO IFSP ITAPETININGA, III CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO IFSP ITAPETININGA - ISSN 2318-311X

Tamanho da fonte: 
A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL EM SOROCABA/SP FRENTE À OBRIGATORIEDADE DA EDUCAÇÃO BÁSICA
Meira Chaves Pereira, Fabrício Nascimento

Última alteração: 2015-07-28

Resumo


Introdução: Pesquisa em andamento vinculada ao Mestrado em Educação da UFSCAR- Sorocaba/ SP que parte dentre outros da exigência da ampliação dos anos de escolaridade no ensino fundamental, previsto inicialmente pelo Parecer CNE/CEB nº 6 de 08/06/2005, seguido da Lei nº 11. 274 de 06/02/2006 que regulamenta ampliação do Ensino Fundamental para nove anos e depois pela Emenda Constitucional nº 59, de 11/11/2009, que dispõe sobre a expansão no atendimento da educação básica dos 4 aos 17 anos de idade, sendo efetivada por meio da Lei nº 12.796, de 04/04/2013. A partir daí a oferta da educação básica passa a abranger a educação infantil, o ensino fundamental e o ensino médio, e os gestores públicos deverão implantá-la progressivamente até o ano de 2016, conforme determina o Plano Nacional de Educação para o decênio 2014-2024. O Objetivo da pesquisa é problematizar a percepção de professores e gestores, a partir das iniciativas da rede municipal de ensino de Sorocaba quanto à implementação da nova organização da educação infantil (4 e 5 anos) e os primeiros anos do ensino fundamental, particularmente quanto a formação de professores para essa finalidade. A Metodologia compreenderá entrevistas, levantamento bibliográfico, a utilização de documentos oficiais anteriormente citados, além dos da rede municipal de ensino de Sorocaba por meio de documentos oficiais e a pesquisa empírica, por meio das devolutivas dos respondentes. A partir da abordagem qualitativa espera-se que os Resultados evidenciem a compreensão do fenômeno e a aproximação ou distanciamento entre o que propõe a orientação nacional nos eixos políticos, éticos e estéticos propostos por leis e diretrizes, como os respondentes percebem, interpretam a realidade, os valores e relações entre o legal e o real.  Embora a Conclusão propriamente se dê no estágio de tabulação completa, cumpre destacar, ainda que de maneira preliminar, que é frágil a formação continuada de professores quanto as demandas da ampliação e obrigatoriedade da educação básica, conforme a problemática em tela, por conta de um baixo nível de dialogicidade com a comunidade escolar como um todo.


Palavras-chave


Formação de professores. Educação básica. Democratização do acesso

Texto completo: PDF